Conselhos de Poupança

Apresentamos pequenos conselhos para a poupança e cuidado com o meio ambiente.

Só tem de seguir os nossos conselhos para contribuir para um melhor aproveitamento dos recursos naturais e desfrutar da sua casa com o máximo conforto que a energia lhe proporciona:

Ar Condicionado

O Ar Condicionado pode representar até 10% do consumo total de energia. Propomos algumas dicas para reduzir o consumo:

  • Desligue o aparelho quando ninguém está em casa ou no escritório.
  • Instale um termóstato no seu aparelho, se não estiver incorporado, ou se deixar de informar os graus de temperatura precisos. Para cada grau de temperatura a menos, o consumo de energia do ar condicionado aumenta entre 4% e 6%.
  • Colocando toldos e fechando as persianas, evita a entrada de ar quente para o interior e com o isolamento das paredes e tectos, poderá obter economias de energia até 30% em ar condicionado.
  • No verão, ventile o local quando o ar exterior está mais frio do que o interior (de manhã cedo e à noite).
  • Instale o termóstato do ar condicionado, tão longe quanto possível de fontes de calor (sol, lâmpadas, etc..) e tente não regular abaixo dos 25º C.
  • Uns minutos de ar condicionado são suficientes para obter a temperatura desejada.
  • Com os filtros limpos do seu ar condicionado, poupa energia e prolonga a vida útil do seu aparelho.
  • Se utiliza ar condicionado, regule-o para uma temperatura adequada às condições externas (22º no Inverno e 24º no Verão).
  • Se está a pensar adquirir um equipamento de ar condicionado, certifique-se que o isolamento da sua casa é eficiente.
  • No momento de adquirir um aparelho de ar condicionado, certifique-se que escolhe um equipamento com a potência adequada.
  • Evite climatizar zonas da sua habitação que normalmente não são visitadas.
  • Regule a climatização da sua habitação mediante o vestuário utilizado em cada estação do ano.

SUBIR

Iluminação

A Iluminação pode ser responsável por 9% do seu consumo de eletricidade. Propomos algumas dicas para reduzir o consumo:

  • Instale ao longo da sua casa e escritório, vários interruptores para ligar apenas aqueles que são precisos e quando for preciso.
  • À medida das suas necessidades e aproveitando por exemplo, a substituição de uma lâmpada fundida, troque as lâmpadas tradicionais por lâmpadas de baixo consumo, que duram 8 vezes mais, economizando 80% do consumo de energia elétrica.
  • Sempre que seja possível, aproveite a luz natural. Use-a apenas quando necessário. Não deixe as luzes acesas em locais que não está a utilizar.
  • Com o mesmo consumo, as lâmpadas halogéneas proporcionam mais luz do que as lâmpadas tradicionais. Além disso, o período de vida destas lâmpadas é 2 a 3 vezes maior.
  • A utilização de lâmpadas fluorescentes em sítios onde necessite de maior quantidade de luz durante mais tempo, permite uma poupança de energia até 80%, e têm uma duração entre 8 a 10 vezes maior que as lâmpadas incandescentes. Deixe-as ligadas se vai estar ausente menos de 20 minutos.
  • Se tem iluminação exterior no jardim, controle o seu funcionamento mediante um programador ou interruptor crepuscular.
  • Utilize cores claras nas paredes e tetos para aproveitar melhor a iluminação natural e reduzir a artificial.
  • Utilize extensões com interruptor e quando não usar os aparelhos elétricos, desligue-as para poupar energia.
  • Com uma iluminação localizada poupa e consegue ter um ambiente mais confortável.
  • Poupe energia com detetores de presença nas garagens e zonas comuns para que as luzes funcionem automáticamente.
  • As lâmpadas fluorescentes consomem menos de 30% da energia que consomem as incandescentes.
  • As lâmpadas incandescentes só aproveitam a iluminação 5% do seu consumo, 95% transforma-se em calor.
  • As luzes que funcionam automaticamente com detetores de presença, são práticas e poupam energia.
  • Instale toldos ou persianas com "black out" nas janelas onde o sol bate diretamente. Minimiza a entrada de radiação solar.
  • Evite o uso de candeeiros opacos que levem à adoção de lâmpadas mais potentes.

SUBIR

Cozinha

A cozinha pode representar 11% do seu consumo de energia. Propomos algumas dicas para reduzir o consumo:

  • Aproveite o calor residual, desligando o fogão 5 minutos antes de retirar o preparado.
  • Sempre que possível, utilize panelas de pressão. Consomem menos e poupam muito tempo.
  • As placas de indução consomem 20% a menos em eletricidade que as vitro-cerâmicas convencionais.
  • Em cozinhas elétricas utilize utensílios com fundo grosso para conseguir uma tempartura mais homogénea.
  • Desligue os aparelhos elétricos que não utiliza, já que gastam energia e geram calor.
  • Optimize o uso dos equipamentos, aproveitando o calor ou o frio para mais do que uma tarefa.

SUBIR

Frigorífico e Congelador

Regule a temperatura do seu frigorifico ou congelador segundo as instruções do fabricante (por cada grau de frio, o consumo de energia aumenta 5%). Propomos algumas dicas para reduzir o consumo:

  • Instale estes aparelhos o mais longe possível das fontes de calor (sol, forno, radiadores, etc.).
  • Não coloque alimentos quentes no frigorífico ou no congelador. Deixe-os arrefecer fora e poupará energia.
  • Mantenha as portas abertas o menos tempo possível e verifique se estão fechadas correctamente.
  • Certifique-se de que a parte de trás destes equipamentos está limpa e bem ventilada.
  • Se vai comprar um frigorífico, escolha o modelo mais eficiente e ecológico, classe A+ ou A++, permitem poupar até 70% .
  • Retire o gelo que se instala nestes equipamentos quando atingir aproximadamente 3mm de espessura, consegue assim poupar até 30% de energia.
  • Poupe energia se ajustar o termostato do frigorifico para uma temperatura de 5ºC e de -18ºC no congelador.
  • Verifique se as borrachas das portas do frigorifico estão em boas condições e fecham corretamente, assim evitará perdas de frio.
  • Limpe uma vez por ano a parte traseira do frigorífico e afaste a grelha traseira cerca de 5 cm da parede.
  • Não enche demasiado o frigorífico, para que o ar possa circular livremente entre os alimentos.
  • Se abre a porta do frigorífico o menor tempo possível e fecha com rapidez, evita um gasto inútil de energia.
  • Descongele os alimentos um pouco antes de os cozinhar.
  • Verifique periodicamente a calafetagem do seu frigorífico ou arca congeladora, evitando assim perdas de frio.
  • Em caso de ausências prolongadas o equipamento deverá ser esvaziado e desligado.

SUBIR

Aquecimento

O aquecimento pode representar até 40% do seu consumo elétrico. Propomos algumas dicas para reduzir o consumo:

  • Instale termóstatos, permitem regular a temperatura. Por cada grau a mais, o consumo do aquecimento aumenta entre 5% a 7%. A temperatura a 20º é a adequada.
  • Durante o dia, abra as persianas. O sol proporcionará luz e calor, gratuitamente. Ao anoitecer, feche as persianas. Assim, reduz a perda de calor.
  • Se mudar as janelas da sua casa, compra janelas de vidro duplo, conseguirá assim poupanças de energia de 15% do consumo.
  • Instale vedações ou calafetagem nas portas e janelas, irá reduzir a perda de calor em 10%. Lembre-se que uma casa bem isolada pode economizar até 30% dos seus custos de aquecimento. Para ventilar uma sala cheia, 10 minutos é suficiente.
  • Se tem aquecimento a gás: As caldeiras de condensação conseguem poupar até 35% de energia das convencionais
    Faça manutenções adequadas à caldeira e poupará até 15% de energia.
  • Instalar bons isolamentos nas portas e janelas, melhorará o conforto da sua casa e reduzirá a sua fatura energética.
  • Uma temperatura entre 20ºC e 22ºC é suficiente para sentir conforto. Por cada grau a mais, o consumo de aquecimento aumenta entre 6 e 8%.
  • As válvulas termostáticas nos radiadores e os termóstatos programáveis poupam até 13% de energia.
  • Poupe se limpar os radiadores no inicio da estação de inverno, porque o ar no seu interior dificulta a transmissão de calor.
  • Vive numa casa inteligente? Ligue e desligue o seu aquecimento assim como a temperatura, esteja onde estiver.
  • De 3 em 3 meses deve ser drenada 1/4 da água do termoacumulador, a partir da válvula na parte inferior do depósito para prevenir o aumento da sedimentação de materiais.
  • Uma lareira com recuperador, não só é mais segura, pois está fechada, como também é muito mais eficiente que uma lareira aberta, consumindo menos lenha e dando mais calor à casa.

SUBIR

Água quente

A água quente pode representar até 26% do seu consumo elétrico. Propomos algumas dicas para reduzir o consumo:

  • Duche ao invés de banho de imersão (banheira), proporciona uma economia até 75% do consumo de energia e água.
  • Se regular o calor acima dos 60º C, irá reduzir o desperdício de energia.
  • Torneiras a pingar podem levar a uma perda de 100 litros de água ao mês.
  • Feche a torneira enquanto lava os dentes, pode poupar entre 15 e 20 litros.
  • Se usar termos de água quente, pode poupar mais de 50% do custo da água.
  • Instale torneiras reguladoras de temperatura, com termostato, para poupar de forma confortável.
  • Instalar chuveiros de baixo consumo, torneiras monocomando e redutores de caudal nas torneiras, permite poupar até 50% do consumo.
  • Quando toma duche a água passa de fria a quente intermitentemente? Evite incómodos e gastos desnecessários com uma válvula misturadora.
  • A caldeira regulada a uma temperatura à volta dos 36º, permite poupar em água quente.
  • Poupe em água quente, regulando a caldeira para que forneça água a uma temperatura de 36º aprox.
  • Uma temperatura entre os 30ºC e os 35ºC são suficientes para que se sinta bem ao tomar banho ou duche.
  • Lavar os pratos com água quente, consome 40% a mais de energia que a máquina de lavar loiça.
  • Instalar chuveiros de baixa potência, torneiras misturadoras e redutores de caudal em torneiras, permite poupar até 50% do consumo.

SUBIR

Forno

  • Forno Convencional: Procure não abrir o forno desnecessariamente. Cada vez que o faz, pode estar a perder até 20% do calor acumulado.
  • A utilização de microondas economiza entre 60% e 70% da energia em relação aos fornos convencionais.
  • Usar o microondas ou a vitrocerâmica, consome menos energia se utilizar o forno ao mesmo tempo.
  • Não é necessário pré-aquecer o forno para cozinhados superiores a uma hora, assim poupará energia.
  • Apague o forno um pouco antes de finalizar o preparado. O calor residual será suficiente para acabar.
  • Em vitrocerâmica ou em placas de indução, os recipientes de maior diâmetro que a zona de confeção e com fundo difusor de calor poupam 20%.
  • Mantenha o forno limpo de forma a que o calor reflita melhor, consumindo menos energia.
  • Mantenha o interior do equipamento limpo.
  • Se vai colocar mais que um tabuleiro no forno, não se esqueça de deixar espaço entre eles por forma a permitir que o calor circule no meio.
  • Utilize suportes adequados que permitam aquecer dois pratos em simultâneo no seu microondas.

SUBIR

Máquina de lavar/ secar roupa

  • Sempre que puder, use programas de lavagem a temperaturas moderadas, 90% da energia que se consome é para aquecer a água. Uma lavagem a 30ºC ao invés de 60ºC reduz metade do gasto energético. Utilize ao máximo a capacidade da sua máquina. Reduzirá o consumo de água, detergente e energia. Além disso, prolongará a vida do seu electrodoméstico.
  • Utilize ao máximo a capacidade da sua máquina. Reduzirá o consumo de água, detergente e energia. Além disso, prolongará a vida do seu electrodoméstico.
  • Se tiver de comprar uma máquina nova, escolha com centrifugação a alta velocidade. A roupa sairá mais seca e reduzirá o tempo de utilização da máquina de secar roupa. Escolha, também, modelos eficientes e ecológicos de classe A, que permitem poupar mais de 45% em relação à classe D (por exemplo). Uma máquina de lavar com centrifugação a 1.200 rotações, ao invés de 700, reduz o consumo da máquina de secar em 20%.
  • Utilize os programas de baixa temperatura da sua máquina, exceto para roupa muito suja, assim poupará energia.
  • Se não quer ver a sua camisola de algodão encolhida, ponha a sua máquina de lavar roupa a 30ºC, e assim poupará energia.
  • Estenda a roupa ao invés de utilizar a máquina de secar roupa, assim poupa energia.
  • No verão, estenda a roupa ao sol para que seque mais rápido e evita a máquina de secar roupa, assim poupará energia.
  • A centrifugação da máquina de lavar roupa a 1.200 rotações, ao invés de 700, reduz o consumo da máquina de secar em 20%.
  • As máquinas com programas de meia carga reduzem o consumo de forma considerável.
  • Mantenha os filtros sempre limpos.
  • Programe a lavagem da roupa para os períodos noturnos, caso utilize ciclos bi-horário ou tri-horário.
  • Seque os tecidos leves e os pesados em separado. Desta forma terá toda a roupa seca em simultâneo.

SUBIR

Máquina de lavar loiça

Lavar os pratos com água quente consome 40% a mais de energia que a máquina de lavar loiça. Propomos algumas dicas para reduzir o consumo:

  • Aproveite ao máximo a capacidade da sua máquina e seleccione o programa adequado.
  • Se não estiver cheia, deve pré lavar com água fria, facilita a lavagem posterior.
  • Tenha cuidado ao colocar os utensílios, a água tem que circular com facilidade entre eles.
  • Use os níveis de sal e abrilhantador recomendados.
  • Se for comprar uma máquina de lavar loiça, escolha um modelo eficiente e ecológico de classe A, permitem poupar mais de 45% relativamente aos da classe D.
  • Use descalsificantes e limpe regularmente o filtro da máquina de lavar loiça e poupará energia.
  • Lavar os pratos com água quente consome 40% a mais da energia do que lavar com a máquina de lavar loiça.
  • Com máquinas de lavar, use programas a uma temperatura moderada, 90% da energia é para aquecer a água.
  • Lavar a 30ºC ao invés de 60ºC reduz o gasto energético em metade.
  • Uma boa manutenção das máquinas, melhora o comportamento energético: limpe o filtro e coloque abrilhantador e sal.
  • Mantenha os filtros sempre limpos.
  • Programe a lavagem da loiça para os períodos noturnos, caso utilize ciclos bi-horário ou tri-horário.

SUBIR

Aparelhos Eletrónicos

  • Para poupar energia, apague totalmente as televisões e os equipamentos quando não estiver a utilizar.
  • Utilize dispositivos onde se possa aplicar a designação Energy Star.
  • Retire o carregador do telemóvel da tomada quando o seu aparelho estiver carregado. Ele continua a consumir energia.
  • A maior fatia de consumo do computador vai para o monitor. Se o computador ficar a realizar alguma tarefa que não requer a sua presença, desligue o monitor.

SUBIR

Televisores

  • Em ausências superiores a 30 min. apague totalmente os televisores e os equipamentos para poupar energia.
  • Sabia que ao colocar a televisão e os equipamentos eletrónicos em "stand-by", estes consomem 15% de energia?
  • Os ecrãs LCD ligados poupam 37% de energia e 40% em modo de espera.

SUBIR