2017-2018

A IBERDROLA é promotora de medidas no âmbito do PPEC 2017-2018, que visam promover a eficiência e a redução do consumo de eletricidade.

As mesmas encontram-se em fase de candidatura.

Venha conhecê-las! Candidate-se!


Eficiência energética em sistemas de frio comercial

Medida financiada no âmbito do Plano de Promoção da Eficiência no Consumo de Energia Elétrica, aprovado pela Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos.

Esta medida visa a troca de fluídos refrigerantes em circuitos frigoríficos das instalações produtoras de frio que permitam a melhoria da eficiência energética, nomeadamente, através da substituição do fluído refrigerante R-404A pelo R-407F.

Esta medida contempla ainda outras intervenções nas redes desde que incluam a substituição de equipamento(s) e/ou a introdução de novas tecnologias mais eficientes.

Condições de elegibilidade:

  • C.A.E. do Setor Comércio e Serviços;
  • O limite de registos em apoios MINIMIS não pode ser ultrapassado;
  • Valor Actual Líquido Positivo.

 

Comparticipação PPEC:

Avaliação da comparticipação PPEC em função da poupança energética obtida pelo participante.
Para se candidatar, , preencha o seguinte formulário [PDF] e envie para o email ppec@iberdrola.pt.

SUBIR

Eficiência energética em sistemas motrizes

Medida financiada no âmbito do Plano de Promoção da Eficiência no Consumo de Energia Elétrica, aprovado pela Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos.

Esta medida visa a instalação de controladores de força motriz que, através da regulação dos parâmetros elétricos de entrada dos motores, elevam os níveis de eficiência destas máquinas, fornecendo apenas a energia que é necessária para a realização da tarefa.

Esta medida visa, em alternativa, a instalação de conversores de frequência para motores de indução AC que transformam a frequência industrial da energia elétrica em frequência variável, conseguindo deste modo variar a velocidade dos motores. As principais vantagens resultantes da instalação de conversores de frequência em motores AC são:

  • Melhoria do rendimento energético, especialmente em controlo dinâmico;
  • Melhoria da forma de onda, reduzindo o ruído do motor e, consequentemente, as perdas energéticas;
  • Melhoria no processo de controlo e, por tanto, na qualidade do produto;
  • Proporciona um fator de potencia (cos ÎÅ ) muito próximo da unidade;
  • Facilidade no controlo de vários motores;
  • Protege os motores de sobre-intensidades e de sobre-tensões.

 

Esta medida poderá ainda permitir a susbstituição de motores, por motores mais eficientes.

Condições de elegibilidade:

  • C.A.E. do Setor Comércio e Serviços ou Indústria e Agricultura.
  • Empresas que possuem máquinas de força motriz que operam de forma contínua com carga parcial e que produzem trabalho para: compressão de ar (particularmente compressores recíprocos), refrigeração, transporte, prensagem, injeção de plásticos, moldes, fundição por injeção, moagem, serragem, corte, granulagem, bombagem, agitação, no caso de optar pela instalação de controladores de força motriz; e,
  • Empresas com motores com necessidade de operar a carga variável, no caso de optar pela instalação de conversores de frequência;
  • O limite de registos em apoios MINIMIS não pode ser ultrapassado;
  • Valor Actual Líquido Positivo.

 

Comparticipação PPEC:

Avaliação da comparticipação PPEC em função da poupança energética a obter pelo candidato com a instalação do(s) equipamento(s).
Para se candidatar, preencha um dos seguintes formulários:

SUBIR

Eficiência energética em sistemas de ar comprimido

Medida financiada no âmbito do Plano de Promoção da Eficiência no Consumo de Energia Elétrica, aprovado pela Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos.

Esta medida visa o incremento da eficiência de sistemas de ar comprimido através de diferentes tipos de intervenção nas redes de ar comprimido, designadamente, através de correcção de fugas, do redesenho da rede e da substituição de compressores, por equipamentos mais eficientes.

Condições de elegibilidade:

  • C.A.E. do Setor Indústria e Agricultura;
  • O limite de registos em apoios MINIMIS não pode ser ultrapassado;
  • Valor Actual Líquido Positivo.

Comparticipação PPEC:

Avaliação da comparticipação PPEC em função da poupança energética efectivamente obtida.
Para se candidatar, preencha o seguinte formulário [PDF] e envie para o email ppec@iberdrola.pt.

SUBIR

Eficiência energética em sistemas de refrigeração

Medida financiada no âmbito do Plano de Promoção da Eficiência no Consumo de Energia Elétrica, aprovado pela Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos.

Esta medida visa a troca de fluídos refrigerantes em circuitos frigoríficos das instalações produtoras de frio que permitam a melhoria da eficiência energética, nomeadamente, a substituição do fluído refrigerante R-404A pelo R-407F.

Esta medida contempla ainda outras intervenções nas redes desde que incluam a substituição de equipamento(s) e/ou a introdução de novas tecnologias mais eficientes.

Condições de elegibilidade:

  • C.A.E. do Setor Indústria & Agricultura;
  • O limite de registos em apoios MINIMIS não pode ser ultrapassado;
  • Valor Actual Líquido Positivo.

Comparticipação PPEC:

Avaliação da comparticipação PPEC em função da poupança energética obtida pelo participante.
Para se candidatar, preencha o seguinte formulário [PDF] e envie para o email ppec@iberdrola.pt.

SUBIR

Controlo de iluminação em elevadores residenciais

Medida financiada no âmbito do Plano de Promoção da Eficiência no Consumo de Energia Elétrica, aprovado pela Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos.

Esta medida visa a instalação de sistemas de controlo de iluminação em elevadores de edifícios residenciais, que permitem a desligação da iluminação nos períodos de não utilização do elevador, reduzindo desta forma o consumo de energia elétrica.

Condições de elegibilidade:

  • Setor Residencial;
  • Validação das tecnologias seleccionada;
  • Valor Actual Líquido Positivo.

Comparticipação PPEC:

Avaliação da comparticipação PPEC em função da poupança energética obtida pelo participante. Para se candidatar, entre em contacto através do email ppec@iberdrola.pt.

SUBIR

Melhoria da envolvente em edifícios residenciais

Medida financiada no âmbito do Plano de Promoção da Eficiência no Consumo de Energia Elétrica, aprovado pela Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos.

Esta medida visa incentivar a melhoria térmica do parque habitacional edificado em Portugal, reduzindo desta feita as necessidades de energia destinada ao aquecimento e/ou arrefecimento por meios passivos.

Condições de elegibilidade:

  • Setor Residencial;
  • Aquecimento/Arrefecimento através de sistema elétrico;
  • Valor Actual Líquido Positivo.

Comparticipação PPEC:

Avaliação da comparticipação PPEC em função do beneficío comprovadamente obtida pelo participante. Para se candidatar, entre em contacto através do email ppec@iberdrola.pt.

SUBIR

LED no sector residencial

Medida financiada no âmbito do Plano de Promoção da Eficiência no Consumo de Energia Elétrica, aprovado pela Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos.

Esta medida visa a instalação de iluminação LED em substituição de lâmpadas menos eficientes, por troca direta, permitindo uma redução de consumos de energia elétrica e das emissões de CO2 associadas, bem como uma redução significativa nos custos de manutenção.

Condições de elegibilidade:

  • Setor Residencial;
  • Objetivo de substituição de iluminação já existente;
  • Validação das tecnologias de subtituição/substituídas.

Comparticipação PPEC:

Avaliação da comparticipação PPEC em função da poupança energética a obter pelo candidato com a substituição do(s) equipamento(s).

SUBIR