Plano de Restauro do Românico Atlântico

O Ministério da Cultura de Portugal, a Junta de Castilla y León e a Fundação IBERDROLA firmaram um acordo para levar a cabo um ambicioso projecto de restauro e manutenção do património de arte românica em Portugal e Espanha, que contempla 33 monumentos situados nas imediações dos rios Douro e Tâmega.

Graças a esta iniciativa de intervenção conjunta, denominada Plano de Restauração do Românico Atlântico, será possível recuperar o património cultural, natural e social da região, dinamizar a actividade socioeconómica e potenciar os laços transfronteiriços entre Espanha e Portugal.

O investimento ascenderá a 4,5 milhões de euros, pelo que cada uma das partes assumirá um terço da quantia total. Esta iniciativa será desenvolvida nos próximos quatro anos e servirá para restaurar integralmente 12 edifícios e desenvolver um programa de manutenção, iluminação e controle nos restantes 21 monumentos. Das 33 igrejas que beneficiarão deste projecto, nove localizam-se na província de Zamora, sete no distrito de Vila Real, seis no Porto, seis na província de Salamanca e cinco no distrito de Bragança. Na concepção e execução técnica dos trabalhos participará a Fundação Santa María La Real, instituição de referência no âmbito da restauração da arte românica.

Nas palavras do Presidente da IBERDROLA, na sessão pública de apresentação do Plano, "este acontecimento intensifica o forte compromisso existente entre a Empresa e Portugal, terra com quem partilhamos um futuro pleno de projectos importantes".

|ÁREA DE APLICAÇÃO DO PLANO DE RESTAURO|